Posted on Deixe um comentário

50 Anos de Astral Weeks do Van Morrison

Há exatamente 50 anos atrás era lançado o álbum Astral Weeks do cantor e compositor irlandês Van Morrison.

Astral Weeks foi o segundo disco lançado pelo cantor e compositor irlandês Van Morrison. Gravado no Century Sound Studio em Nova Iorque em setembro do mesmo ano e lançado em 29 de novembro de 1968 pela Warner Bros. Records. Diferentemente do seu antecessor Brown Eyed Girl de 1967 que era um disco altamente pop e com apelo comercial, Astral Week se destacou por conter elementos do jazz, blues e música folk.

São oito faixas que na época foram descristas como impressionistas, hipnóticas e modernistas e o álbum foi classificado como conceitual. Lançado sem nenhuma promoção da gravadora o disco demorou a emplacar até ser arrebatado pela crítica e público. Aliás as críticas do disco no seu lançamento não foram nenhum um pouco animadoras, a revista britânica Beat Instrumental chamou o álbum de “monótono e pouco original” enquanto a New Music Express disse que o disco era uma cópia de Feliciano, álbum do guitarrista porto riquenho José Feliciano lançado no mesmo ano.

Porém no ano seguinte isto começou a mudar quando o jornalista norte-americano Greil Marcus publicou na toda poderosa Rolling Stone uma crítica positiva, dizendo que as letras de Morrison eram pensativas e profundamente intelectuais que capturava o espírito do álbum John Wesley Harding lançado no ano anterior por Bob Dylan e ao mesmo tempo chamava Astral Week de único e atemporal.

Com letras poéticas que evocam emoções e com uma narração intelectual Astral Weeks hoje faz parte da história do rock, embora muitas vezes o próprio Van Morrison tenha discordado que seja um disco de rock e até nos meios especializados nunca chegaram a uma concordância a respeito do estilo no qual se enquadraria. Para Guy Raz, jornalista da NPR (National Public Radio) trata-se de um disco de folk music, enquanto que no site do Rock And Roll Hall of Fame o disco é considerado como folk jazz e para William Ruhlmann da AllMusic o disco é um mix de jazz, blues e folk.

Atualmente Astral Weeks está na posição de número 19 da lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos pela revista Rolling Stone.

Lado A
1. “Astral Weeks” 7:06
2. “Beside You” 5:16
3. “Sweet Thing” 4:25
4. “Cyprus Avenue” 7:00

Lado B
1. “The Way Young Lovers Do” 3:18
2. “Madame George” 9:45
3. “Ballerina” 7:03
4. “Slim Slow Slider” 3:17

Formação:
Van Morrison – vocal, violão
John Payne – flauta, sax soprano em “Slim Slow Slider”
Jay Berliner – violão clássico, violão
Richard Davis – baixo
Warren Smith Jr. – percussão, vibrafone
Connie Kay – bateria
Larry Fallon – arranjos, cravo em “Cyprus Avenue”
Barry Kornfeld – violão em “The Way Young Lovers Do”

Ficha Técnica:
Lançamento: 29 de novembro de 1968
Gravação: entre 25 de setembro e 5 de outubro de 1968 no Century Sound Studio em Nova Iorque, EUA
Selo: Warner Bros.
Produção: Lewis Merenstein
Engenheiro de som: Brooks Arthur
Diretor de arte: Ed Thrasher
Fotografia: Joel Brodsky

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *